Notícias

05 out

Estudo aponta que 60% das escovas são contaminadas no banheiro

Uniero_-_Blog_-_Mais_de_60__das_escovas_de_dente_são_contaminadas_no_banheiro,_aponta_pesquisa

Foi apresentado no Encontro Anual da Sociedade Americana de Microbiologia, em Nova Orleans (EUA), um estudo que revelou que mais de 60% das escovas de dentes de estudantes deram positivo para contaminação por material fecal. Sendo que, provavelmente, 80% das bactérias encontradas não sejam do usuário.

O estudo também mostrou que não importa o método com que o usuário limpa sua escova. A maioria dos procedimentos, como água quente, são suficientes para eliminar apenas os microorganismos nocivos.

Além disso, o uso de porta escova de dentes com tampa não impede o crescimento de bactérias. Ao contrário, o porta escova acaba fornecendo um ambiente mais propício para que as bactérias se desenvolvam através do calor e da umidade.

Para evitar a transmissão de bactérias, os especialistas recomendam alguns cuidados, como:

  • Prestar atenção ao sangramento que ocorre durante a escovação, porque a escova pode se tornar uma fonte de ploliferação, caso resíduos de sangue permaneçam nela;
  • Evite que as escovas de dente da família entre em contato umas com as outras. Esse hábito é especialmente prejudicial em casos de gripe, infecções bucais ou até dor de garganta;
  • Guarda e as escovas a, pelo menos, um metro do vaso sanitário, para evitar o “efeito aerosol” a cada descarga. Da pia, é saudável manter uma distância razoável também;Substitua a escova de dentes a cada três meses ou quando ela apresentar desgaste em suas cerdas.

Para mais informações sobre o cuidado com o dente procure o seu dentista.  

A Uniero Radiologia é uma clínica de diagnóstico odontológico por imagem especializada em  exames de alta qualidade de imagem, com resultados precisos para um perfeito diagnóstico. Para mais informações, entre em contato com a Uniero.

RECEBA NOVIDADES NO EMAIL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Selecione uma cidade